VIDEOMAKER – SERGIO CAROZZAG EM : A história fotográfica de três gerações de emigrados sardos no Brasil”

22 jul

 Fonte – Sérgio Carozzag  – videomaker oficial de eventos artísticos de Carbonia – Sardenha                                   

A SINOPSE 

UM precioso testemunho escrito dos primeiros emigrantes  oriundos  da Ilha da Sardenha.

Em breve será anunciado o local do lançamento em Belo Horizonte.

Espero contar com a sua presença.

——————————————————————————————————
Una preziosa testimonianza, scritta dal primo calvario immigrato dalla Isola di  Sardegna.

Presto sarà annunciato il sito del lancio a Belo Horizonte.

Attendo con ansia la tua presenza.

Por Blog SSTM – Brasil

Edição : Lucinha Dettori

 

 

 

Anúncios

SARDEGNA NEL CUORE: AMIGOS E AMANTES DA SARDENHA

21 jul

Para a eternidade e mesmo se cruze o mundo inteiro, a Sardenha permanece no coração dos sardos, nada pode os fazer esquecer as belezas e as pessoas daquela terra encantadora ………

Per l’eternità i, anche se si attraversa l’intero mondo, la Sardegna rimane nei cuori dei sardi, nulla può farci scordare le bellezze e la gente di questa incantevole terra………

Um dia encontrei este senhor no facebook. E de imediato  nossos corações seu uniram em torno de uma paixão chamada SARDENHA. e hoje escrevemos os encantos desta mítica terra. Dois fatos interessantes uni nosso fascínio pela ilha, ele por jamais ter ido à Sardenha e eu,  que já a amava esta terra antes de conhecê-la e descobrir que minhas raízes estavam fincadas ali.  Duas almas distantes da Sardenha., que confirma o disse Faber, a Andrea Parodi “NÃO SEI TU QUE DECIDE A QUE TERRA PERTENCE, E A TERRA QUE TE ESCOLHE….

“Enzo Gentile escreveu…”Eu me pergunto por que sou tão atraída pela Sardenha. Gosta tanto de pessoas da Sardenha. Mas o mar, apesar de ter passado metade da minha vida em uma cidade litorânea, não me agrada particularmente. No entanto, os sardos não são fáceis de entender, acolhendo como nenhum outro, são reservados e não mostram o seu mundo profundo: mesmo quando você é amigo deles, você não os conhece realmente na realidade. Talvez porque o momento vem na vida de que você precisa de um bom retiro, uma casa da alma, que para mim não era Milão, e certamente não é Abruzzo, da qual eu nunca ouvi falar.

Você pode viver em todos os lugares, mas você não pode se sentir bem em todos os lugares. Chega o momento em que você percebe que é sua alma que deve se sentir bem. E a Sardenha parece-me o único lugar em que sei onde isso pode acontecer. Com todas as suas histórias. Seu passado. Histórias para coletar. Histórias para contar. Porque as histórias da Sardenha estão entre as mais bonitas que já ouvi.

 Aquelas que eu mais gosto. Histórias de ovelhas e pastores. Histórias de bandidos. Mas também histórias de marinheiros. E também histórias antigas de civilizações antigas, cuja memória está quase perdida. Tantas histórias, que você não corre o risco de ouvir sempre as mesmas. E seu povo, com seus comércios improváveis, que não faria sentido em qualquer outro lugar, mas que vai entrar, quase como você não sabia disso, e entrar em seu coração, “m’as foradu coro de” ( mas vai roubar seu coração). E Eu percebo que isso não aconteceu comigo sozinho. Mas, para personagens muito mais ilustres, de Rombo di Tuono a faber, que chegaram à Sardenha, não e nunca mais foram embora.

Eu recomendo aqueles que lêem estas minhas palavras, para ouvir um pouco de música da Sardenha, com a internet é fácil. E assim, através da música, começar uma jornada da alma para descobrir algo que, penso eu, não pode deixar de parecer maravilhoso. Na Sardenha eu nunca estive lá ainda. Mas há pessoas lá que eu preciso conhecer pessoalmente, ou rever, com seus nomes que não são reais, mas evocam melhores fantasias da realidade. Um pouco como quando você come queijo da Sardenha e descobre que há coisas maravilhosas ao seu alcance.”

Di Enzo Gentile
Por Blog Sardegna Sa Terra Mia
Tradução pra o português: Lucinha Dettori

———————————————————————————————————————————————————————————————-

Un giorno ho incontrato questo signore su facebook. E subito il nostro cuore si unirono attorno a una passione chiamata SARDEGNA. e oggi scriviamo il fascino di questa terra mitica. La cosa più incredibile è che lui è italiano, non è mai stato in Sardegna, e io che l’ho amata prima senza aver saputo e scoperto che le mie radici erano bloccate lì…. Due anime lontane dalla Sardegna, che come dice Faber a Andrea Parodi “NON SEI TU CHE DECIDERE A CHE TERRA APPARTIENE, E LA TERRA CHE TI SCEGLIE

Texto Originale.

Enzo Gentil hai scrito ” Mi chiedo perché sono così attratto dalla Sardegna. Così affezionato alla gente sarda. Eppure il mare, nonostante abbia passato metà della mia vita in una località di mare, non mi piace particolarmente. Eppure i Sardi non sono facili da capire, accoglienti come nessun altro, sono riservati, e non ti mostrano il loro mondo profondo : anche quando sei loro amico, inrealtà non li conosci davvero. Forse perché arriva nella vita il momento che hai bisogno di un buen retiro, di una casa dell’anima, che per me non era Milano, e di certo non è l’Abruzzo, che non ho mai sentito mio.

Si può vivere dappertutto, ma non si può stare bene dappertutto. Arriva il momento che ti accorgi che è la tua anima a dover stare bene. E la Sardegna mi appare come l’unico posto che conosca dove ciò può avvenire. Con tutte le sue storie. Il suo passato. Storie da raccogliere. Storie da raccontare. Perché le storie di Sardegna, sono tra quelle più belle che abbia mai sentito.

Quelle che mi piacciono di più. Storie di pecore e pastori. Storie di banditi. Ma nche storie di marinai. Ed anche storie antiche di antiche civiltà, di cui si è quasi perso il ricordo. Così tante storie, che non corri il rischio di ascoltare sempre le stesse. E la sua gente, con i suoi mestieri improbabili, che non avrebbero senso in nessun altro luogo, e che però ti entrano dentro, quasi come non ti rendessi conto, e ti entrano nel cuore, “m’as foradu su coro”, E mi rendo conto che non è capitato solo a me. Ma a ben più illustri personaggi, da Rombo di Tuono a Faber, che arrivati in Sardegna, non ne sono più andati via.

Consiglio chi legge queste mie parole, di ascoltare un po’ di musica sarda, con internet è facile. E cominciare così attraverso la musica un viaggio dell’anima alla scoperta di qualcosa che, credo, non potrà non sembrarvi meraviglioso. In Sardegna non ci sono ancora mai stato. Ma là ci sono persone che devo conoscere di persona, o rivedere, con i loro nomi che non sono reali, ma evocano fantasie migliori della realtà. Un po’ come quando si mangia del formaggio sardo e si scopre che ci sono cose meravigliose a portata di mano.”

 

 

 

Brasil descobrirá a Sardenha com a TV Globo, em breve o documentário

7 jun

Post sugerido por – CHIARA DETTORI – OLBIA 

Fonte: http://www.sardiniapost.it/

Por – sstm em português 

 Adaptação  – Lucinha Dettori

A maior rede de televisão do Brasil, a Globo , uma das redes mais importantes do mundo, por três semanas na Sardenhapara descobrir os segredos, belezas e tesouros do território. Objetivo: fazer um documentário para que os telespectadores brasileiros conheçam a segunda maior ilha do Mediterrâneo. A última etapa foi a província de Cagliari, primeiro com um estudo aprofundado do museu do país de San Sperate, a 15 km de Cagliari, e do jardim de som do escultor Pinuccio Sciola. Depois, com um passeio pelas ruas, monumentos e pontos de vista do bairro Castello de Cagliari. O salto final para o maior mercado coberto da Europa, o San Benedetto em Cagliari, é inevitável, com foco em frutas e peixes expostos nas covas da estrutura, que agora se tornou um destino turístico obrigatório para aqueles que passam algum tempo no sul da Sardenha. .

Nos dias anteriores, a equipe de televisão também fez uma parada em Alghero, Maddalena e Budelli com a famosa praia rosa. Não apenas paisagens de cartão postal. A trupe tentou aprofundar o fenômeno da longevidade, um elemento agora reconhecido internacionalmente, com entrevistas e foco jornalístico-documental. Os jornalistas também foram às pequenas aldeias do interior para ouvir os testemunhos das comunidades locais e dos anciãos. Um belo local para a Sardenha, não só para o produto final que será transmitido nas próximas semanas: as ligações de TV da Itália para atualizações sobre a situação política nacional e outras notícias foram feitas nas últimas semanas pela ilha. Com os fundos e paisagens de Cagliari, Alghero e muitos outros lugares da ilha.

 

 
 

Cannonau da Sardenha é o vinho mais antigo do mundo

1 jun

OPara brindar, em desespero ou por puro prazer como acompanhamento das refeições, sabe-se agora que o vinho é uma das bebidas mais consumidas no mundo. Uma narrativa de longa história nos transmitiu toda uma série de figuras que – do período grego ao romano, passando pelo comunal até a época atual – do prazer de beber cantaram seus louvores.

E na longa discussão sobre quem são os inventores do vinho e quem tem amplo uso em larga escala, novas descobertas arqueológicas revelam que a Sardenha seria a terra natal original do vinho. De fato, em Monastir, município da Cidade Metropolitana de Cagliari, alguns achados do período Nuraghic – até mesmo da Idade do Ferro, entre 900 e 750 aC – deram origem a essa teoria desde o início dos anos 90.

A descoberta de um lagar de vinho milenar no qual foram encontrados vestígios biológicos de ácido tartárico (presente nas uvas) levaria a crer que esta ferramenta era usada para populações nurágicas antigas para produzir vinho. Uma trilha antiga que remonta ao século IX aC, que é o mais antigo (deste tipo) encontrado na área europeia. Os traços analisadas por químicos da Universidade de Cagliari revelaram mais detalhes sobre este antigo néctar de vinho: a origem seria de vinhas nativas e tipo vermelho (vinho tinto), algo potencialmente e provavelmente semelhante ao Cannonau: um antigo cannonau pai do moderno, que fundamenta na Sardenha as origens antigas do vinho.

Fonte:http://metrokaralis.it/e-il-cannonau-sardo-il-vino-piu-antico-del-mondo

Por SSTM – Edição em português – Lucinha Dettori


UM DOS MAIORES FABRICANTES DO MELHOR  VINHO CANNONAU DA SARDENHA: 

TENUTE DETTORI 

 
Resultado de imagem para imagens dos vinhos tenutti dettori

Foto – Lucinha Dettori – 2013 – Agroturismo Kent’Anni – 

RENOSU ROSSO ROMANGIA – O MEU FAVORITO

—————————————————————————————-

È il Cannonau sardo il vino più antico del mondo

Per brindare, per disperazione o per puro piacere come accompagnamento ai pasti, è ormai noto a tutti che il vino rappresenta una delle bevande più consumate a livello planetario. Una narrazione storiografica lunga millenni ci ha tramandato tutta una serie di figure che -dall’epoca greca a quella romana, passando per quella comunale fino all’epoca odierna- del piacere del bere ne hanno cantato le lodi.

E nella lunga querelle su chi siano gli inventori del vino e su chi ne abbia diffuso l’uso su vasta scala, nuovi ritrovamenti archeologici rivelano che la Sardegna sarebbe la patria originaria del vino. Infatti a Monastir, comune della Città Metropolitana di Cagliari, alcuni ritrovamenti di epoca nuragica -risalenti addirittura all’età del Ferro, tra 900 e 750 a.C.– hanno fatto sorgere questa tesi già dagli inizi degli anni ’90.

Il ritrovamento di un torchio millenario in cui sono state rilevate tracce biologiche di acido tartarico (presente nell’uva) indurrebbe a far pensare che tale strumento servisse alle antiche popolazioni nuragiche per produrre il vino. Una traccia antichissima, risalente al IX secolo a.C, che costituisce la più antica (di questo tipo) rinvenuta nella zona europea. Le tracce analizzate dai chimici dell’Università di Cagliari rivelano ulteriori particolari su questo antico nettare di vino: l’origine sarebbe di viti autoctoni e di tipo rosso (vino rosso), qualcosa di potenzialmente e verosimilmente simile al Cannonau: un antico cannonau padre di quello moderno, che affonda in Sardegna le antichissime origini del vino.

Fonte:http://metrokaralis.it/e-il-cannonau-sardo-il-vino-piu-antico-del-mondo

Por SSTM – Edição em português – Lucinha Dettori

 

Nuraghe Serbissi em Osini : na Sardenha um dos 7000 nuraghi,construído a 800 anos antes da fundação de Roma

31 maio

Fonte: Giorgio Fanni 

Por SSTM 

Ediçã em portutugês 

Lucinha Detttori

Vídeo Nuraghe Serbissi em Osini : na Sardenha há pelo menos 7000 nuraghi , enormes torres de pedra construída 800 anos antes da fundação de Roma, há tholos e corredor, não são construídas com pedras megalíticas e com pedras mais quadrado, existem (palácios às vezes reais, como mono-e lóbulos poli- Su Nuraxi em Barumini ou Santu Antine em Torralba ), cercada por aldeias nuraghes, menires, túmulos de gigantes ou completamente isolado.

 Esses são testemunhos incríveis do poder – organizacional, construtivo e militar – de nossa terra há milênios. Alguns, então, por sua posição acabam sendo particularmente sugestivos, é o caso de Nuraghe Serbissi a Osini., Construído adaptando a base para os afloramentos rochosos, bem em cima de uma caverna , que era parte integrante da vizinha aldeia nuragico 8 cabanas. 

Estamos no “Taccu” de Osini , uma fortaleza natural, paredes de pedra calcária íngremes, entre Ogliastra e Barbagia , em uma localização privilegiada e estratégica , a 964 metros de altura acima do nível do mar, com magníficas vistas sobre os vales circundantes, como, então, será o castelos medievais 3 mil anos depois. O vídeo maravilhoso que você vê acima foi filmado pelo guia ambiental e de caminhadas.

Giorgio Fanni .