Arquivo | agosto, 2010

O SITE“SARDEGNA SA TERRA MIA”: NASCE NO BRASIL A “VERSÃO PORTUGUESA” DE “TOTTUS IN PARI”

31 ago

Valentina Telò

Di recente, il blog di Tottus in Pari, ha fatto breccia nel cuore di diverse persone di origine sarda in Brasile.

 Una carissima signora, Lucinha Dettori, quotidianamente ci segue.

E osservandoci, ha avuto il desiderio di creare a sua volta uno strumento che parli di Sardegna in lingua portoghese per tutti coloro che vivono in quello straordinario paese che è il Brasile.

E’ così nato il sito  SARDEGNA SA TERRA MIA  https://sardegnaterramia.wordpress.com

Questo sito, che riprenderà anche tante notizie  da Tottus in Pari, è ancora in fase sperimentale, è pensato per far conoscere  la cultura,la storia e la bellezza della Sardegna.Il contatto mail è sardegnastm@yahoo.com.br

  Scritto da: Tottus in Pari in dai circoli degli emigrati sardi, tags: Emigrazione Sarda, sardegna, Tottus in Pari

Lucinha Dettori scrive:
30 Agosto 2010 alle 20:54

Ciao Caro Massimiliano e Valentina, sono molto commossa. Non ho parole per ringraziare tutti l’affetto e il supporto per questo semplice blog creato solo per diffondere le radici dei miei antenati. Non ho altre parole per ringraziare, solo posso dire di cuore, Grazie mille a tutti Voi
Con molto affetto
Lucinha Dettori

Tradução/Português.

O SITE ‘SARDEGNA SA TERRA MIA’ ,NASCE NO BRASIL A VERSÃO PORTUGUESA DE ‘TUTTUS IN PARI’

Recentemente, o site Tuttus In Pari, conquistou o coração de várias pessoas de origem sarda no Brasil.

 A senhora, Lucinha Dettori, nos segue a cada dia. E através desta observação, lhe veio o desejo de criar uma ferramenta que por sua vez, pudesse falar da Sardenha na língua portuguesa, para aqueles que vivem nesse país extraordinário que é o Brasil.

É assim foi criado o Blog ” SARDEGNA SA TERRA MIA”

 Este site reproduzira também varias noticias veiculadas no Tuttus in Pari, em fase experimental, com objetivo, de levar a todos os amigos e descendentes Sardos, um pouco da cultura, historia e a beleza da Sardegna.

Scritto da: Tottus in Pari in dai circoli degli emigrati sardi, tags: Emigrazione Sarda, sardegna, Tottus in Pari     www.tottusinpari.blog.tiscali.it

COMENTÁRIO :  Lucinha Dettori escreve: 30 de agosto de 2010 às 20:54

Olá Caro Maximiliano e Valentina, estou muito emocionado. Não tenho palavras para agradecer todo o carinho e apoio a este simples blog criado apenas para divulgar as raízes dos meus antepassados. Não tenho palavras para agradecer, só posso dizer do fundo do coração, obrigado a todos
Com muito afeto 

Lucinha Dettori

BENVENUTI A “TUTTUS IN PARI”

30 ago

 

TUTUS IN PARI a melhor e mais completa revista online, sobre imigração sarda no mundo.

Massimiliano Perlato e sua esposa  Valentina, são dois jovens empreendedores  Sardos, idealizadores da melhor revista de informação do mundo da imigração sarda organizada, TOTTUS IN PARI na lingua sarda, que em  protuguês  vale dizer – TODOS JUNTOS.

Sua veiculação teve inicio em  1997. Seu objetivo e noticiar com regularidade  tudo que acontece nos círcolos de emigrantes sardos no mundo.

A revista tem sua sede no Circole (AMIS-Associação de Imigrantes Milanese Sardis) Cinisello Balsamo, perto de Milão.

 Para o bom desempenho deste trabalho, Massimiliano, utiliza e  depende cada vez mais da colaboração ativa de todos os que  acreditam na necessidade de documentar os benefício advindos dos esforços  despendidos  pelos  Circolos organizados de migrantes  Sardos , dentro da península e no exterior.

Vale a pena conferir este inusitado trabalho feito com seriedade ,profissionalismo,  e  acima de tudo, com muito respeito e  carinho por todos os  emigrantes sardos  que por motivos econômicos ou contingenciais, não tiveram outra alternativa a não ser “BUTARSI AL MARE, PER VIVERE O MORIRE“, como bem frisou a  grande  professora e tradutora do idioma  italiano, Itálo-brasileira, NEIVA ZANATTA, em seu comovente texto  “ITÁLIA, MADRE O MATRIGNA.” ?

– Recomendo uma vista a este importante site http://tottusinpari.blog.tiscali.it/

Abraços afetuoso a todos que nos vistam,

Lucinha dettori

GASTRONOMIA ENOLOGIA SARDA

27 ago

SARDEGNA UM MITO NO MAR MEDITERRÂNEO

 NESTE EDIÇÃO  Queremos levar a todos nossos queridos visitantes, o maior numero de informações peculiares  sobre a Cozinha da região autônoma da Sardegna. 

              A ilha de Sardenha, Sardegna em italiano, se encontra ao sudoeste da Itália. A paradisíaca ilha consta de cinco regiões; Gallura, Sassarese, Nuoresse, Oristanese e Cagliaritano. Com um relevo montanhoso, seu pico mais alto é o Gennargentu de 1834 metros, mas com importantes praias de água cristalina. Uma típica estampa mediterrânea de cultura tradicional do mare nostrum.
Durante toda sua história Sardenha esteve nas mãos de muitos povos diferente pelo que contém um importante patrimônio artístico, seus distintos povoadores fenícios, cartagineses, sarracenos e espanhóis deixaram marcas em suas cidades.

O artesanato pode ser visto por toda a ilha, suas importantes cerâmicas são acompanhadas pelas talhas de madeira, a cestaria e os tecidos elaborados ao estilo tradicional em grandes teares. Na seção gastronômica se destacam seus queijos com uma variedade muito ampla (vaccini, ricotte, pecorino sardo, pecorino romano, molli de pecora, gioddu, fiore sardo e cannestrati) que abrange desde o forte até o suave para comer com mel, outro dos produtos autóctones. Com o vinho ocorre um tanto do mesmo, tinto, rosado e branco de boa qualidade. Certamente não falta a massa como os talharins e as lasanhas. Definitivamente, um bom lugar para passar umas férias tranqüilas.

Cozinha Sarda – Produtos típicos, únicos e genuínos

Cucina Sarda Prodotti tipici, unici e genuini

   ANTIPASTI SARDO  COUVER


O característico prato Sardo, que antecede os almoços e jantares, é constituído di: salames mistos, produtos artesanalmente preparados, presunto cru, queijo de cabra sardo, azeitonas, guarnecido com verduras frescas.

   PANE E PASTAPÃO E MASSAS


A tradição sarda ostenta diversos tipos e massas, secas e frescas, e di pães típicos. O ingrediente básico é sempre a sêmola de grano duro, utilizado para preparar os famosos

Malloreddus ou o pão carasau, mais conhecido também como carta de musica. Esta massa é feita a mão e tem forma de pequenas bolinhas e são tostadas no formo, com cheiros de ricota.

SECONDISEGUNDO

Entre os pratos a base de carne é característica o PORCHETTO NO ESPETO, tostado e tempero com ramos di mitro, o cabrito e a ovelha fervida, ou uma grelhada de peixes

SALUMISALAME

Na Sardengna,os salames são preparados segundo os antigos procedimentos e com a utilização de ingredientes simples.

Pouco sal, um acurado tempo de maturação. O mais característico salame sardo e o presunto de montanha, e porco o javali, mesmo a salsicha seca e defumada é considerada o salame símbolo da Ilha.

   FORMAGGIQUEIJO

A Sardengna sempre foi considerada o símbolo da civilização

Pastoril; as criações de caprinos e ovinos representam a atividade economia mais importante. Dentre os queijos mais prestigiados, encontramos o pecorino sardo, queijo D.O.C.

Produzido exclusivamente na Sardegna.

   
   VINI VINHOS

A Sardengna pode se vangloriar pela sua antiga tradição vitivinicola, da qual provêm vinhos de elevada qualidade. Os vinhos da ilha são robustos e de graduação razoavelmente elevada. Entre os mais apreciados e conhecidos são seguramente o Cannonau, a malvasia, o vermentino, o muragus e a minica.

   LIQUORILICORES

A antiga tradição passa também pelos licores, tendo sabiamente transformando a rica variedade de plantas, características da paisagem da Ilha, em ótimas substâncias perfumadas e delicadas. O Licor símbolo da sardengna, seguramente é o MIRTRO,branco e rose,ma citamos licor de figo da índia e 1’acquavite, sendo esse mais conhecido como ‘filu” e “ferru”

   E POR ULTIMO UMA RECEITA DELICIOSA DE PENNE RIGATE Grau de dificuldade: fácil
Tempo de preparação: 45 minutos

Ingredientes – para quatro pessoas – 400 gramas de penne rigate, 800 gramas de tomates maduros, 2 berinjelas, 200 gramas de ricota salgada, 1 cebola, 2 dentes de alho, óleo de oliva, manjericão, sal e pimenta.

Modo de preparar – Frite o alho e a cebola picados; adicione os tomates descascados, picados e sem sementes. Adicione o sal e a pimenta e deixe evaporar o líquido. Frite a berinjela após tê-la lavado, cortada em fatias e tempere com sal e pimenta. Prepare a massa al dente e sirva com o molho de tomates e a berinjela com folhas de manjericão. Por último, salpique no prato sobre a massa a ricota salgada

BOM APETITE A TODOS!

FONTE  –http://www.mondosardegna.net/eng/index.php

Editado por  – Lucinha Dettori

Você sabe o que é um Nuraghe?

26 ago

Você sabe o que é um Nuraghe?

Colaboração : Lucinha Dettori

Fonte: www.noticiasdabota.com

Nuraghi (plural) são construções pré-históricas que encontramos praticamente em todo território da Sardegna. Trata-se dos maiores e mais conservados monumentos megalíticos de toda a Europa. Os Nuraghi foram o centro da vida social dos antigos sardos, dando inclusive, o nome a sua civilização, a civilização nurágica (Civiltà nuragica), uma das mais misteriosas e menos conhecida de todo o Mediterrâneo.

A raiz NUR da palavra Nurague, segundo os historiadores, é de origem muito primitiva e significa um acumulo de grandes blocos de pedras. Na Sardegna, ainda podemos encontrar espalhados por todo o território da ilha, cerca de 7.000 nuraghi ( historiadores afirmam que na verdade possam existirem ainda 8.000 nuraghi, e no passado existiam mais de 20.000).
Alguns estudiosos afirmam, que os nuraghi eram edifícios de caráter civil militar destinados particularmente ao controle e defesa do território e dos recursos nele presente, mas existem muitas dúvidas a respeito e ainda hoje se pergunta sobre a sua real função e as técnicas que foram utilizadas para construí-los. O Nuraghe é considerado por unanimidade como o símbolo mais importante da Sardegna.

Nuraghe Paddaggiu Leni – Castel Sardo

A muralha possuia 58m, sendo 2,4m de altura. Era provavelmente um muralha edificada para defender uma vila pré-histórica que se encontrava no seu interno a qual atualmente se vê poucos traços. Foi possivel datar o sitio porque foram encontrados na parte interna da torres, diversas cerâmicas atribuídas a Cultura di Monte Claro (Segunda metade do III Milênio A.C.). Infelizmente, esse nuraghe não esta aberto a visitção.

Nuraghe Palmavera – Alghero

Um outro Nuraghe é o Palmavera que fica localizado na cidade de Alghero, Provincia de Sassari. Ao contrário do nuraghe acima, este é gestido por uma Cooperativa Arqueológica e o bilhete de entrada custa cerca de 5 euros.
Esistem vários outros Nuraghi pelas estradas da Sardegna. São nuraghi menos conservados e por isso abandonados. Alguns sujos, nos quais turistas o transforam em banheiros publicos, com papel higiênicos sujos espalhados pelo chão. É praticamente impossivel de se entrar. Esperamos que algum dia, os homens compreendam a importancia de conservar a história e a origem de uma civilização tão antiga como a da Sardegna.

Fernanda Montenegro – Descendente de sardos em visita a Sardenha- Itália

26 ago

Fernanda Montenegro, uma das mais queridas divas do teatro brasileiro, fica a nossa homenagem através do blog Sardegna Sa Terra Mia

Lucinha Dettori