Arquivo | agosto, 2011

FERRAGOSTO : AFINAL O QUE É ? E QUAL A SUA ORIGEM?

13 ago


extraído do http://www.notíciasdabota.com

blogdoaleitalia 

Reedição : SSTM em português

Por Lucinha Dettori

ferragosto 12
No próximo domingo,  15 de agosto,será feriado em toda a Itália. Estará  tudo fechado.  Férias geral para todos, pois è dia de Ferrragosto! Mas o que significa Ferragosto? Qual é a sua origem?

O termo “Ferragosto” deriva do latim FERIAE AUGUSTI, dias festivos criados pelo Imperador Augusto que aconteciam no mês de agosto, quando eram suspensas todas as atividades lavorativas e o costume daquela época era dar alegria e presentear um aos outros.

Ferragosto, não era uma festa limitada ao dia 15 de agosto, mas durava todo o mês, a partir de quando o primeiro imperador romano instituiu as FERIAE AUGUSTI, isto é, as festas em homenagem a Augusto.

Esta festa esta coligada as férias que eram celebradas na Roma antiga: no dia primeiro de agosto eram feitas as colheitas, em homenagem ao Deus Conso ( do latim “Concedere”) , protetor da agricultura.

No dia 13 de agosto acontecia uma outra festa religiosa importante para os romanos: a festa da Deusa Diana, a Deusa da vida dos bosques, das fases lunares e da maternidade.

Todos podiam participarem da festa, patrões e empregados, sem distinção de classe social. Nessa ocasião, os trabalhadores davam “auguri” aos seus padrões e recebiam gorgetas em trocas.

A festa do mês de agosto, como outras que aconteciam no mesmo período, na verdade representam o momento em que o verão esta terminando e o final da colheita.

Nessas festas, os antigos romanos utilizavam o fogo como fonte de purificação. Por esse motivo, ainda hoje, na vigilia de Ferragosto as pessoas acendem fogueiras nas praia para combaterem as forças do mal e retardar a chegada da nova estação.

Nessa cerimônia, a água tem um papel muito importante também, pois è muito comum o banho da meia noite no mar, da mesma forma que fazemos no Brasil na noite do dia 31 de dezembro.

No mesmo período, aconteciam diversas outras festas em homenagem a outras divindades que eram sempre ligadas a prosperidade e fertilidade da natureza e da mulher.

Atualmente, no dia 15 de agosto, è celebrado a festa DA ASSUNÇÃO da Virgem Maria, a “festa della Madonna” que foi estabelecida pelo Papa Nicolò I eleito no ano de 858 e morto em 867.

Para muitos italianos, infelizmente, o dia de hoje, 15 agosto é somente mais um feriado, tem muita gente por aqui, que não conhece a origem da festa, infelizmente.

Deixo para vocês……….”Bonas Ferias Augustales!” ops !!! Buon Ferragosto!


A esperança para as crianças de Corumbá “e uma oportunidade para crianças em Pisa: um Projeto de hortas comunitárias no Brasil com o apoio do CIRCOLO ‘DELEDDA”.

11 ago

…”  O treinamento tem como objetivo educar e treinar os professores das escolas envolvidas no projeto e garantir que esta formação seja repassada rapidamente para  os estudantes da comunidade de Corumbá, a fim de aumentar a conscientização sobre meio ambiente e técnicas agrícolas e fornecer-lhes competências para acesso à auto-food” ….

FONTE: TUTUS IN PARI

 Texto de  Gianni Deias

Reedição: SSTM em português

Por: Lucinha Dettori 

                                                                               Imagem da Cidade de Corumbá – brasil 

Fazendo e aprendendo a cultivar legumes nas escolas, a oferta de alimentos frescos e refeições escolares de uma forma saudável para alimentar as crianças: este é o objetivo do projeto “Um jardim em conduta. Construção de jardins e educação ecológica nas escolas agras em Corumbá (Brasil)”, que tem a perspectiva de longo prazo auto-suficiência alimentar das escolas na cidade de Corumbá, uma cidade do estado brasileiro do Mato Grosso do Sul. 

 Apesar da abundância de matérias-primas, a cidade de Corumbá, a cerca de 500 km a sudoeste da cidade de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, uma cidade é muito pobre e não há desemprego, os salários são muito baixos e a pobreza, muitas vezes leva as crianças não freqüentarem a escola, para participar de atividades que pouco contribuem para o sustento de suas famílias. Nesta situação, muitos jovens são vítimas de crime ou outras atividades ilegais, muitas vezes ligadas ao tráfico de drogas.

  O projeto, patrocinado pela cidade de Pisa e em colaboração com o Slow Food Pisa, Associação Cultural “Grazia Deledda” Homens da Terra Ambiente Cooperativo, Fazenda Maurizio Pacini, a “Cidade das Crianças Padre Ernesto Saksida, Instituição Norte Central Província do Sul Pisa, Agata Smeralda Projeto Onlus e uma ampla parceria local, foi lançado 1 de fevereiro de 2011 e desde então o trabalho começou com uma visita à institucionais e de formação realizadas 1-07 abril de 2011, em Corumbá. 

 O projeto é uma experiência estruturada no site da cidade de Pisa, desde 2004, fornece suporte para programas de educação e saúde para as crianças da Cidade Dom Bosco, fundada pelo Padre Ernesto Saksida a Corumbá em 1961. Em Corumbá, o projeto visa criar duas hortas experimentais nas escolas e Estação Experimental do Campo Faculdade da Cidade Dom Bosco é a terceira Escola Rural de Monte Azul municipal existente  na área rural perto de Corumbá. 

 Na implementação dessas atividades estão envolvidas cerca de cem crianças entre 9 e 15 anos, estudantes de escolas beneficiadas pelo projeto, bem como seus professores, educadores e da escola local. Para a realização técnica das atividades serão disponibilizadas para os jovens e adultos na comunidade de Corombá,  ferramentas e materiais necessários para o estabelecimento de culturas e  será também organizado um curso sobre técnicas de agricultura orgânica, para garantir a qualidade da produção nos três pomares.

  Espera-se um impacto considerável sobre as atividades do projeto de Pisa a este respeito, que serão mobilizados nas escolas e assim conseguir um intercâmbio de práticas com os estudantes brasileiros de três escolas elegíveis dos projetos. 

 No Projeto Pisa, já são  35  hortas comunitárias nas escolas de ensino fundamental e médio, 4 anos cultivada por milhares de pequenos agricultores. Durante uma missão no Brasil para o mês de abril, a delegação, onde terá a adesão de novos parceiros  (Body Guard da Cidade e Canal 50) em que para apoiar o projeto de parceria no futuro, levou a saudação a Corumbá o apoio da Prefeitura Municipal da Província de Pisa, através dos seus representantes e viu o início de formação para os operadores de Corumbá  e escolas locais para a troca de boas práticas de trabalho e experiência. 

 O treinamento tem como objetivo educar e treinar os professores das escolas envolvidas no projeto e garantir que esta formação seja repassada  rapidamente para os estudantes da comunidade de Corumbá, a fim de aumentar a conscientização sobre meio ambiente e técnicas agrícolas e fornecer-lhes competências para acesso à auto-food. 

 O encontro com as crianças das escolas MSMT – Cidade Dom Bosco, Estação Experimental do Campo Escola Municipal Rural Monte Azul é feito através de aulas de Biodanza, durante o qual o treinador tem enviado para jovens estudantes, com idades entre nove e 15 anos, os valores do contato com a natureza, o prazer de trabalhar a terra e colher os frutos do seu trabalho. 

 Durante as reuniões têm sido dada aos meninos alguns pacotes de colorido biscoitos elaborados pelos alunos das instituições participantes no projeto de Pisa para um intercâmbio com crianças de Corumbá, no Brasil que são transportados por membros da delegação. O presente inesperado foi decorado com vários modelos para combinar a receita e biscoitos embalados. 

 Isto tem ajudado a estimular a curiosidade e o desejo de participar por estudantes brasileiros. Nos dias seguintes as escolas de formação em Corumbá, do Colégio Dom Bosco, Estação Experimental do Campo, Escola Municipal Rural Monte Azul, começaram as atividades de campo com documentário por membros da parceria no campo. O próximo passo será estabelecer um contato feito entre Pisa e escolas brasileiras envolvidas no projeto, fazendo reuniões via Internet entre os jovens estudantes através do qual podem ver um ao outro pela primeira vez e conhecer uns aos outros. (boas parcerias são sempre bem vindas no Brasil… )

Série histórias e tradições da Sardenha:A tumba dos Gigantes de S’Ena ‘E Thomes

5 ago

COLABORAÇÃO-ROBERTO SARIGU

POR SSTM EM PORTUGUÊS

EDIÇÃO LUCINHA DETTORE

 Tomba dei Giganti S’Ena ‘E Thomes

 O Gigante da S’Ena ‘Thomes , se  voltar para o Médio nuragico do Bronze Antigo.(1.800-1.600 AC), e é uma das mais belas e bem preservadas ilha pré-histórica.

Preserva quase intacto o salão funeral com vigas do telhado, que é feito de lajes de pedra colocadas na horizontal ao longo das paredes do corredor.

 

 

 

 

 

 

As armas exedra (à frente do monumento) descrevem um semicírculo de 11 metros de diâmetro, no centro do qual está o grande arco estrela, com 3,60 metros de altura e pesa 7 t.

O monólito de granito é constituído por um monólito de inclinação, onde cavaram a porta de acesso à pequena câmara funerária, passagem entre o mundo dos vivos e dos mortos.

As dimensões gigantescas deste tipo de monumentos funerários explica porque são chamados de “Túmulo dos Gigantes”.

 

 

 

 

 

 

A honra de sepultamento no túmulo não parece ser reservada para todos os nuraghe mortos, mas descobriu-se pelos resultados, ao mesmo tempo, que os ossos foram enterrados na seqüência de um esquema hierárquico. Estes fatos permitem supor que, para o povo muraghe (nuragico), a morte não faz distinção de classe e que era digno de ser enterrado em um túmulo de gigantes, então talvez não mais do que outros. 

 Uma hipótese pode ser ainda maior sobre a orientação particular astronômica da sepultura.

A maioria dos túmulos dos gigantes tem o pórtico virado a sul – oeste, para a direção da madrugada, durante o solstício de inverno. Outro olhar para o Oriente, em relação ao nascer do sol durante os equinócios.

 O Gigante da S’Ena Thomes  está direcionado para o Sul, Talvez, de frente para o pôr do sol no solstício de verão.

 

 

 

 

 

 

Individualmente, Parece, portanto, que os túmulos são independentes umas das outras construções. Mas, através de uma pesquisa de três estudantes do Instituto Nacional de Astrofísico Observatório Astronômico de Brera (L. Marchisio, A. Manara e A. Gaspani) descobriu-se que o túmulo de Thomes S’ena e tem uma orientação de azimute astronômico de seu eixo completamente idêntico aos do Túmulo do GORONNE Giants (em Paulilatino, na província de Oristano) e de Baddu Pirastru (para Thiesi, na província de Sassari).

O mistério é que todos os três monumentos são orientados na direção da estrela Aldebaran, a constelação de Touro. O fato intrigante acrescenta mais uma pergunta para muitos ainda não resolvidos no nuragico pessoas: é uma mera coincidência ou uma manifestação do grande conhecimento astronômico?

Como chegar

De ss. 131 vezes no km. 123, 700 Nuoro ao SS-Siniscola. 131 HQ. Passamos a junção de Nuoro, e tome à próxima Dorgali, após km. 4,1 é a entrada para os arqueológicos, indicado por um sinal. Estacione o seu carro, e seguir a trilha por cerca de 400 m.

Tomba dei Giganti S’Ena ‘E Thomes

Texto em Italiano –

Il gigante di Tomba s’en ‘Thomes Si torna al medioevo nuraghe del Bronzo Antico (1800-1600 aC), ed è una delle isole più belle e meglio conservate della preistoria. 

Conserva quasi intatto il corridoio funebre con travi del tetto, che è fatto di lastre di pietra disposte orizzontalmente lungo le pareti del corridoio. 

 Le armi esedra (di fronte al monumento) descrivono un semicerchio di 11 metri di diametro al centro delle quali è la stele grande arco, A che punto 3.60 metri di altezza e pesa 7 tonnellate Il monolito di granito monolite è costituito da un pendio, dove hanno scavato la porta di accesso alla camera sepolcrale piccolo, il passaggio tra i vivi ei morti. 

 I monumenti funerari gigantesca di questo tipo di spiegare perché xsiano stato chiamato “Tomba dei Giganti”. 
L’onore della sepoltura nella tomba non sembra essere riservato a tutti i nuraghe morti, ma si è rivelato il risultato allo stesso tempo, le ossa erano sepolte seguendo uno schema gerarchico. Questi fatti ci permettono di supporre che, per il popolo nuraghe, la morte non fa eccezione di classe ed era degno di essere sepolto in una tomba di giganti, allora forse non più di altri. 

Una ipotesi può essere ancora più particolare circa l’orientamento astronomico della tomba. La maggior parte delle tombe dei giganti sono il portico esposto a sud-ovest, la direzione la mattina durante il solstizio d’inverno. un altro sguardo a Oriente, in relazione al sorgere del sole durante gli equinozi. Thomes Grave s’en del Gigante ed è diretto a sud, forse, di fronte al tramonto al solstizio d’estate. 

 Presi singolarmente, sembra, quindi, che le tombe sono indipendenti l’uno altre costruzioni. Ma attraverso un sondaggio di tre studenti dell’Istituto Nazionale di Astrofisica Osservatorio Astronomico di Brera (L. Marchisio, A. Manara e A. Gaspano) hanno scoperto che la tomba di Thomes s’en e ha un orientamento astronomico azimut l’asse del tutto identico alla Tomba dei Giganti GORONNE (Paulilatino, in provincia di Oristano) e Baddu Pirastru (per Thiesi in provincia di Sassari). 

Il mistero è che tutti e tre i monumenti sono orientati verso la stella Aldebaran nella costellazione del Toro. Che aggiunge una domanda intrigante per molti nuraghe irrisolti della gente: questa è una semplice coincidenza o una manifestazione della grande conoscenza astronomica? 

Come arrivare 
Ss. Tempo a 131 km. 123,700 SS Nuoro-Siniscola. HQ 131. Abbiamo superato il bivio di Nuoro, Dorgali e prendere la successiva dopo km. 4.1 è l’ingresso al archeologici, indicato da un cartello. Parcheggiare l’auto e seguite il sentiero per circa 400 m. 

Blog Sardegna Sa Terra Mia e Gruppo Folklorico Italiano Ladri di Cuori :melhores representantes da Cultura e Tradição da Sardegna no Brasil

3 ago

Sardegna Sa terra Mina, parabeniza Grupo Folclórico Ladri di Cuori pela comemoração de seus 15 anos.  

      

 Di Luciano Baggio – Organizador do Grupo 

 Edição : Sardegna Sa Terra Mia em Português

Por Lucinha Dettori

FONTE: PT Fonte: Hppt://anjosdacultura. blogspot.com/2010/08/grupo-folclorico-ladri-di-cuori.html
O Grupo Folclórico Italiano Ladri di Cuori comemora esta semana 15 anos de história. Único em Cascavel representando a etnia, surgiu por iniciativa de jovens que frequentavam o Círculo Italiano na cidade e que buscavam formar um grupo de danças. Aos poucos foram se estruturando e atraindo mais interessados, até mesmo de outras descendências. Hoje o Ladri di Cuori conta com 34 integrantes.
A primeira apresentação de dança foi realizada em 1996. Desde então os participantes não pararam com os ensaios, apresentando novas coreografias em diversos eventos de Cascavel, em outros municípios do Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e ainda em países vizinhos.
Nesses 15 anos de existência muitos marcaram a história do grupo, como a inauguração da Praça Itália. Recentemente, o grupo foi selecionado entre mais de 75 companhias de todo o País para participar do 2º Festival Internacional de Danças Folclóricas de Criciúma, em Santa Catarina.
A notícia, segundo o presidente do Ladri di Cuori, Luciano Biaggi, chega em um importante momento.
“É um reconhecimento aos 15 anos de nossa história”, conta

Gruppo Folklorico Italiano Ladri di Cuori representa a Cultura e Tradição da Sardegna no sul do Brasil.
Noite Italiana surpreende público

Dentro da programação da 4ª Noite Italiana, o espetáculo “I Misteri della Sardegna” (Os Mistérios da Sardenha), realizado no último final de semana no Centro Cultural Gilberto Mayer pelo Gruppo Folklorico Ladri di Cuori, teve sucesso de público. Cerca de 650 pessoas assistiram o evento.
Segundo um dos organizadores, Luciano Biaggi, o público gostou. “Os 57 bailarinos fizeram um resgate da cultura e tradição de Sardenha? ilha do centro-sul da Itália, que possui muitas tradições religiosas e danças diferentes do que o público costuma ver. Por isso, o evento surpreendeu”, explica. No sábado houve a participação de dois casais do Grupo Folkloristico Italiano Giuseppi Garibaldi, de Curitiba, grupo que originou o Ladri di Cuori há 11 anos. “Foi uma experiência ímpar, já que os dois grupos são voltados ao estudo e às tradiçoes italianas e tinham como objetivo estreitar os laços entre seus integrantes”, completos Biaggi. A 4ª Noite Italiana teve apoio da Prefeitura de Cascavel, através da Secretaria da Cultura.