Arquivo | julho, 2015

VOCÊ SABE QUE EXISTE NA SARDENHA NA PROVÍNCIA DI SASSARI UMA ‘PIRAMIDE BABILÔNICA?

17 jul

PIRAMIDE SARDA

Fonte Sardenha Remix

Por SSTM-Brasil

Ed. Lucinha Dettori

Colaboração via Facebook – Pier Mocci 

perre 9

Tempo atrás nós apresentamos o que tinha sido chamado de “Stonehenge” da Sardenha. Hoje queremos mostrar uma outra maravilha da nossa ilha. Um mistério que ainda mesmo os arqueólogos não foram  capazes de dar uma resposta: na Sardenha há uma pirâmide babilônica, os famosos edifícios da área terraço chamadas ziggurat da Mesopotâmia (zigurate, ziqqurath, ziggurath).

Isso é chamado o altar do Monte prenurágico Accoddi, na região de Nurra, no noroeste da Sardenha, precisamente no município de Sassari, perto da antiga rota da Rodovia 131 Carlo Felice, na direção do Porto Torres. O que está por trás desta área sagrado? Ainda hoje, o mistério  não foi completamente revelado.

Aqui está o vídeo:

——————————————————————

SAPETE CHE IN SARDEGNA C’È’ UNA PIRAMIDE BABILONESE? ECCO IL VIDEO DELLA ZIQQURAT SARDA

Fonte Sardegna Remix

Por SSTM-Brasil

Ed. Lucinha Dettori

Tempo fa vi avevamo presentato quella che era stata definita la “Stonehenge” della Sardegna. Oggi vi vogliamo mostrare un’altra meraviglia della nostra Isola. Un mistero a cui ancora nemmeno gli archeologi hanno saputo dare una risposta: in Sardegna esiste una piramide babilonese, le celebri costruzioni a gradoni dell’area mesopotamica, chiamate ziqqurat (ziggurat, ziqqurath, ziggurath).

Si tratta del cosiddetto altare prenuragico di Monte d’Accoddi, nella regione della Nurra, nella Sardegna nord-occidentale, precisamente nel territorio del comune di Sassari, in prossimità del vecchio tracciato della Strada statale 131 Carlo Felice, in direzione Porto Torres. Cosa nasconde quest’area sacra? Ancora oggi il mistero non è stato del tutto svelato.

Ecco il video:

VENDO MINHA CASA EM MARSELHA – FRANÇA

13 jul

Pessoal esta é a graciosa e aconchegante  casa de uma querida parente  Dettori, que vive em Marselha. Ela está vendendo a casa. Caso alguém interessar, faça contato com o endereço do link abaixo.

  fonte : Imóveis FIORIMMO número Siren: 413777681 – Lançado em 10 de julho em 14:52.
 
por SSTM – Brasil
Lucinha Detorri
 outras fotos
 

480a45f3bfc2448b9ccc3448cf42ff1ed89550ad

SALA DE PRANZO

VISTA FRONTAL

TERRAÇO

BANHO

 Descrição:
Nova moradia com vista para o mar na altura Verduron salão compreendendo, cozinha equipada, 3 quartos, 2 banheiros, 2 banheiros, 2 terraços, uma garagem grande, em terreno de 430 m² muito tranquila, virada a sul, muito propre.Ag fiorimmo 04 42 02 10 10
 
Preço: 372.000 €
Cidade: Marselha
Código postal: 13015
Despesas de agência incluídas: Sim
Tipo de bem: Casa
Peças: 4
Área: 92 m 2
Aquecimento: B (51 a 90)
 
 

“Sem distinções de casta devemos ser todos filhos de um símbolo, livres, respeitados, iguais”. »Peppino Mereu

13 jul

                         Peppino Mereu um dos maiores poetas do seculo XIX 

800px-PEPPINO_MEREU

Peppino Mereu nasceu em Tonara, no dia  14 de janeiro de 1872 – Morre em  11 de março de 1901). Foi  um poeta italiano, um dos mais importantes autores em  língua sarda do século XIX. Nanneddu meu, se tornou uma das canções mais populares da Sardenha.

Biografia:

Peppino (Giuseppe, Hilary, Efisio, Antonio, Sebastian) nasceu em Tonara.

Filho de   Giuseppe Mereu e Angiolina Zedda. Apesar de filho de um  médico, nunca teve uma vida fácil.

 Era o sexto de nove filhos: mais velho que ele eram:

 Edward (1860), Oficial postal em Assemini e ali se casou com uma Mereu  Asseminese: 

Manfredi (1862), Oficial Postal  em Tonara;

Maria Assunta (1864), provavelmente morta quando  criança.

Elvira (1866), casada com Peter Mameli de Lanusei,

Assunção (1869), provavelmente morta, quando criança.

Matilda (1874), casado e Morini morreu a Pesaro em 1918, juntamente com três filhos, vítima da gripe espanhola infame;

Ernesto (1876), oficial de a Genio  Militares, casado primeiro com uma Serena Golzio  em Turino  e depois com uma Pintucci em Roma;

e Emilia (1881), acolhida  na casa de seu irmão Edoardo e Assemini após a morte de seus pais, e então se casou com Falciani.

 O pai morreu acidentalmente em 1889 por beber o veneno que tinha trocado por  para o licor; sua mãe havia morrido alguns anos antes, em 1887, em Cagliari.

A falta de saúde perdeu seus pais aos 19 anos, ingressou no Corpo de Carabinieri, onde permaneceu por cinco anos, servindo em diversos países da Sardenha. Foi durante a vida militar que o poeta se torna consciente também dos problemas socioeconômicos da ilha e ideias expressas que são inspirados pelo movimento socialista nascente.

Embora em desacordo com seus superiores da Força, nas festas da cidade participava dos “concursos” de poesias extemporâneas  em competições com poetas bem mais velhos e consequentemente mais preparados saindo-se vencedor.

Durante o último ano de vida militar  do Poeta, a doença se torna mais intensa: depois de passar vários períodos na guarnição da enfermaria de Sassari e Cagliari, é indeferidos 06 de dezembro de 1895 por razões de saúde.

 Ele voltou a Tonara e vive por um curto período de tempo com seu irmão Manfred, naquela época Oficial Postal. “(A  coabitação não dura muito tempo por  mal-entendidos entre os dois, de modo que o poeta se mudou por algum tempo para “Muragheri ‘(uma característica zona de tonara) onde entre outras coisas se encontra a  fonte de” Galusè “).

Após desentendimentos com seu irmão vive com a ajuda de várias pessoas: canta em casamentos e participando em torneios de poesias, compõe a musica (serenatas que se fazia  na primavera para o retorno dos pastores); outras vezes escreve cartas, copia e compila documentos em nome de terceiros, sendo um dos poucos no país capaz de escrever. A partir de outubro 1898 a dezembro de 1900, devido ao interesse do Sr. Pulix então escrivão da cidade, trabalhou como funcionário no município e a conciliatura.

Neste período encontra alojamento no mensageiro municipal, Trabadore Medde, que fornece um quarto em sua casa ao lado dos escritórios municipais.

Ele morreu em 11 de março de 1901, apenas 29 anos de idade (duvidosa é a causa de sua morte: as fontes mais confiáveis falam em diabetes).

                                                                       Monumento ao escritor em Tonara

800px-Monumento_a_Peppino_Mereu

Nascido e criado na Sardenha, sofrida pela fome, a malária e a corrupção, tudo é consciente permeando seu trabalho.

Em fim, a boemia milanesa e vizinha à  escola  nuorese dos poetas de su connottu (literalmente “do conhecido”), Mereu viveu uma vida de dificuldades protegido apenas por alguns amigos, incluindo Nanni Sulis, ao qual  são dedicados numerosos poemas do poeta.

Uma frase extrapolada de uma  um poema dedicado a Sulis pode ajudar a compreender o seu pensamento:

(SC)

“Sem distinziones curiales devimus ser, fizzos de un’insigna, Liberos, rispettados, uguales. ».

(IT)

“Sem distinções de casta devemos ser  todos filhos de um símbolo, livres, respeitados, iguais”. »

—————————–

em portoguês. 

Por Lucinha Dettori

Nanneddu meu o mundo é assim’,

“““Assim “, como era, não voltará mais” .

 Estamos em tempos de tirania,

Infâmia ‘e carestia;

 Agora as pessoas bocejam como cães

 Gritando forte “queremos pão”.

 Esfomeado estamos comendo pão e castanhas,

Bolotas com terra; chão como lama, reduziu os pobres.

 Sem comida, sem abrigo.

Essas inúmeras empresas

Do vinho bom, mudam a cor;

Apenas acabado essas empresas

Não veremos mais esbórnia;

Estamos sedentos diante da fonte;

Buscando  a água parecemos rãs

 Avvocatelli, graduados,

 Bolsos vazios e sem um tostão.

Adeus Nanni, tenha em conta,

Se faça de surdo. Finge ser um tonto;

No entanto você sabe: o mundo é assim

Assim como era, não voltará mais.

—————————————————————————————–

Testo na língua Sarda.:

Nanneddu meu su mundu est gai,

a sicut erat non torrat mai.

Semus in tempos de tirannias,

infamidades e carestias;

commo sos populos cascan che canes

gridende forte “cherimus pane”.

Famidos nois semus pappande

pane e castanza, terra cun lande;

terra ch’a fangu, torrat su poveru

senz’alimentu, senza ricoveru.

Cussas banderas numeru trinta

de binu bonu mudana tinta;

appena mortas cussas banderas

non pius s’osservan imbriagheras.

Semus sididos, issa funtana

pretende s’abba parimus ranas.

Abbocaeddos, laureados,

buzzacas boidas e ispiantados.

Adiosu Nanni, tenet’a contu,

fache su surdu, ghettad’a tontu;

e tantu l’ides: su mundu est gai

a sicut erat non torrat mai.

———————————————————–

EM ITALIANO 

Nanneddu mio il mondo e’ cosi’,

cosi’ com’era non tornera’ mai.

Siamo in tempi di tirannie,

infamita’ e carestie;

ora i popoli sbadigliano come cani

gridando forte “vogliamo pane”.

Affamati noi stiamo mangiando

pane e castagne, terra con ghiande;

terra come fango, si riduce il povero

senza alimento, senza ricovero.

Quelle compagnie numerose

del vino buono mutano il colore;

appena finite quelle compagnie

non si vedranno piu’ sbornie.

Siamo assetati alla fontana

cercando l’acqua sembriamo rane.

Avvocatelli, laureati,

tasche vuote e spiantati.

Addio Nanni, tieniti in conto,

fai il sordo, fingi di esser tonto;

tanto lo sai: il mondo e’ cosi’

cosi’ com’era non tornera’ mai

Fonte:Wikipédia, a enciclopédia livre.

Sugestão do Post : Celso marchesin – São Paulo – Santos

Por SSTM – Brasil

Por Lucinha Dettori

O PARAISO EXISTE E ESTÁ NA “ILHA DI ICHNUSA” UM NOME ESCOLHIDO POR DEUS!

7 jul

Venha passar suas  férias  NA SARDENHA OU “ILHA DI ICHNUSA” no BED  AND BREAKFAST OASIS TRA GLI ULIVI em SASSARI e desfrutar das belezas naturais, culturais e gastronômicas da SARDENHA, COM DESCONTOS PROMOCIONAIS . FAÇA UM CONTATO!

  Venite a godere le tue vacanze  nel BED AND BREAKFAST OASIS TRA GLI ULIVI – IN  SASSARI  e godere delle belezze naturale, culturale  e gastronomico  della SARDEGNA.

                                 SCONTO  SPECIALE  ANCHE NELLA STATE – PROVA SÚBITO!

OASI TRA GLI ULIVI  – 

s.v. Taniga Baldella, 28 – 07100 – SASSARI

Zona: Campagna

Tel. 079 251148 – Tel. 340 8829967 – Cell. 340 7246730 – Cell. 366 3282144

ww.bed-and-breakfast.it/it/sardegna/oasi-tra-gli-ulivi-sassari/10925

e- mail: beboasitragliulivi@hotmail.it

Colaboração do blog. SSTM- Brasile

PerLucinha Dettori –

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PEDALAR AO LONGO DE TODA A SARDENHA: NASCE O PROJETO PARA CONSTRUÇÃO DE 2.700 KM DE CICLOVIA.

5 jul

piste-ciclabili-sardegna

Fonte: Revista eletronica tuttus In Pari
Por SSTM-Brasil
Edição em português : Lucinha dettori
Andar de bicicleta, subir e descer a Sardenha. São já tantos os turistas  que escolhem as duas rodas para as suas férias na ilha dos Nuraghi, percorrendo as costas, estaduais e provinciais,  que  dentro de alguns anos, haverá uma estrada própria para eles.

Este é o projeto da Região apresentado em Cagliari: um cume costeiro de 1.220 quilômetros (590 no leste e 630 no oeste) que liga os principais centros turísticos da Sardenha e uma cordilheira central 293 km entre Cagliari e Sassari, paralelo a estatal 131 passando por Macomer e Oristano.

No geral, a rede de ciclovia sarda será muito mais de 2.700 km entre vias férreas abandonadas, pistas de aeroportos, canais de irrigação, estradas secundárias, centro urbano, ciclovias já existentes, estradas municipais, provinciais e estaduais.

O projeto da Região para construir a rede regional de ciclovias serão financiadas com o empréstimo de 700 milhões para o plano de infra-estrutura regional.

O primeiro 800.000 € serão disponibilizados até 2015 para completar o projeto, enquanto que a realização das obras propriamente ditas, vão começar a partir de 2017 para fechar em 2019.

Os estudos de concepção e de viabilidade foram apresentadas aos círculos desportivos e, alojamento ambiental e turístico cultural que propuseram 65 variantes para a conexão com outras partes do interior.

Também importante é a integração do transporte com bicicleta e o trem ou o metrô, e a l’Arst, responsável pela implementação da iniciativa,  que já está pronta a permitir o transporte de bicicletas nesse meio.