Arquivo | abril, 2017

LENDAS E FÁBULAS DA ILHA DA SARDENHA

25 abr

Pesquisa histórica :
Colaboração  di : Pietro Meleddu – Sorgono
Por SSTM
Tradução – Lucinha Dettori

L U N À D I G A S — e outros termos para indicar ….

Termo usado para as ovelhas que não se reproduzem por causa do “mau dia”.
Lunàdigas, mais tarde, indicava as mulheres que, por uma razão ou outra não podiam ter filhos.
Lunàdigas = valor de não ser mães.
————————————————– ———————-
As Bruxas: mulheres misteriosas, que acertavam contas e eram temidas, vivendo à margem da sociedade, todos evitavam falar seu nome, e cruzavam seus dedos , ou cuspiam três vezes no chão, se pela estrada ou outros lugares as encontravam.
————————————————– ——————————
Majargias, Arjanas,: mulheres que lançavam maldições, e acertavam contas, amantes do demônio, dizia-se que elas eram monstros que montavam as nuvens, as bruxas que dedicaram seu tempo para as artes ocultas “Amaiadoras”.
————————————————– ——————————
As Gregas: as mulheres com inveja, cruel, “capciosos” definidas como as portadores de azar, unidas à morte.
Dissiam que vieram em três no tocar da meia-noite, umas atrás da outra (em procissão), e paravam em frente da casa da pessoa “predestinada” sobre a qual estava predestinado abater o infortúnio.
————————————————– ——————————
Sobre A Bonorva ainda se conta … que Donoria princesa,
(Filha do rei de Rebeccu), que se acreditava bruxa, foi forçado a deixar a sua casa pelas pessoas que temiam seus feitiços poderosos; mas antes de sair lançou um anátema poderosa contra aquela aldeia que a condenara ao exílio: “Rebeccu Rebechei de trinta domos não move, e de fato aquele aldeia ” não cresceu ” mais, até o despovoamento total (agora vive lá apenas um pessoa. (?).

—————————————————————————————————————TEXTO ORIGINAL

Pietro Meleddu
·
i termini per indicare….————————
Termine,usato per le pecore che non si riproducono per via della “luna storta”.
Lunadigas, in seguito, indicava anche le donne che per un motivo o per un altro non potevano avere figli.
Lunadigas= il valore di non essere madri.
————————————————————————
Le Bruxe: donne misteriose, che compivano fatture ed erano temute, vivevano ai margini della società, si evitava di nominarle, e si facevano gli scongiuri, o si sputava tre volte per terra, se per la strada capitava di incontrarle.
——————————————————————————–
Majargias, Arjanas,: donne che scagliavano malefici, e compivano fatture,amanti dei demoni, si diceva che erano dei mostri che cavalcavano le nuvole,delle megere che dedicavano il loro tempo alle arti occulte, le “Amaiadoras”.
——————————————————————————–
I Gregas: donne invidiose, crudeli, “criticone” definite le portatrici di sventure accomunate alla morte.
Dicevano che uscivano in tre allo scoccare della mezzanotte,una dietro all’altra (in processione), e si fermavano di fronte alla casa della persona “predestinata” sulla quale si doveva imbattere la sventura.
——————————————————————————–
A Bonorva ancora si racconta….. che la principessa Donoria,
(figlia del re di Rebeccu), creduta strega, fu costretta a lasciare,la propria dimora dal popolo che temeva i suoi potenti sortilegi; ma prima di andar via scagliò un potente anatema contro quel villaggio che la condannava all’esilio: Rebeccu Rebechei dae trinta domos non move, ed infatti quel villaggio non “”crebbe”” mai, fino allo spopolamento totale, (oggi ci vive una sola persona. (?).