A PRÁTICA DA TERAPIA EMPÍRICA: NA SARDENHA SÃO MAIS DE 1700 GUARDIÕES…

13 set

Fonte: Pietro Mileddu
Por: SSTM – Brasil
Edição em português Lucinha Dettori

Os Guardiões, os Meighinosas, as Politzadoras (que acompanham os espíritos dos mortos, os portadores de iella, as mulheres videntes, aquelas que eram consideradas pelas pessoas, as mulheres do olhar brilhante, o olhar intenso e ardente, cheio de encanto divertido, cheio de poder misterioso, com poderes sobrenaturais, aqueles com o poder de evocação, capazes com a única vontade … aqueles da pupila dupla, etc…

Quantas definições, para todas as mulheres que disponibilizaram à sociedade seus conhecimentos, que durante séculos, não milênios, passaram de geração em geração, definições

que no passado eram usados para identificar as “bruxas” a serem enviadas para a estaca. No entanto … apesar de tudo … acusadas, presas, torturadas, queimadas vivas, relegada às margens da sociedade, também ….ainda hoje estima-se que na Sardenha “operam” cerca de 1700 curandeiros (90% de GARANTIA) centenas e centenas de pessoas relacionadas ao mal-estar, existem 339 praticantes (18 homens). Alguns pesquisadores dizem que não há lugar na Sardenha, onde as terapias (empíricas ou mágicas) não são praticadas “são consideradas empíricas quando o elemento a ser curado é constituído, por exemplo, por uma decocção, um óleo, uma pomada, etc., é considerado um rito mágico quando o curandeiro só funciona através da pronúncia de fórmulas, mágicos (brebos) ou uma oração, ou um ritual misto.

Mesmo hoje, apesar da ciência, apesar da tecnologia, milhares e milhares de pessoas, de todas as classes sociais e com diferentes graus de educação, quando o medicamento oficial não funciona, volte-se para essas figuras.

A cura misteriosa, como alguém diz, é tão numerosa, para despertar “questões que parecem impenetráveis”, e entre o ceticismo e a fé cega, quando a necessidade os impõe indiscriminadamente, estão em linha para ser recebida e, ao mesmo tempo,
—————————————————————————————————————–

Le GUARITRICI, i Meighinosas, le Politzadoras (accompagnatrici degli spiriti dei morti, le portatrici di iella, le donne veggenti, quelle tenute in gran considerazione dal popolo, le donne dallo sguardo trafiggente, dallo sguardo intenso e ardente, pieno di fascino ammaliatore , pieno di forza misteriosa, con poteri sopranaturali, quelle dotate di potenza suggestiva, capace con sola volontà.. quelle dalla..doppia pupilla..ecc..

Quante definizioni, per tutte quelle donne che mettevano a disposizione della società le loro conoscenze, che da secoli, per non dire millenni, si tramandavano di generazione in generazione,definizioni

che in passato servivano per identificare le “streghe” da mandare al rogo. Eppure… nonostante tutto, … accusate, arrestate, incarcerate, torturate, bruciate vive, relegate ai margini della società, eppure… ancora oggi si calcola che in Sardegna “operino” circa 1700 guaritori (il 90% GUARITRICI) centinaia e centinaia quelle riguardanti il malocchio, si parla di 339 praticanti (18 uomini). Qualche ricercatore afferma che: non c’è luogo in Sardegna in cui non si pratichino terapie (empiriche, o magiche) ” sono considerate empiriche quando l’elemento che si ha per guarire, e costituito da per es. un decotto, un olio, una pomata ecc.. invece è considerato rito magico, quando il guaritore opera soltanto attraverso la pronuncia di formule, magiche (brebos) o una preghiera, oppure con un rito misto.

Ancora oggi, nonostante la scienza, nonostante le tecnologie, migliaia e migliaia di persone, di tutti i ceti sociali, e con vari gradi d’istruzione, quando la medicina ufficiale non funziona, si rivolgono a queste figure.

Le misteriose guarigioni come dice qualcuno sono cosi numerose, da suscitare “interrogativi che appaiono impenetrabili” e tra scetticismo e cieca fede, quando la necessità lo impone tutti indistintamente, si mettono in fila per essere ricevuti, e contemporaneamente sperare che il rito “riesca” e la guarigione arrivi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: