Arquivo | Gastronomia e enologia sarda RSS feed for this section

SEADAS: UMA DELICIOSA SOBREMESSA TÍPICA DA SARDENHA.

9 jan

https://www.youtube.com/watch?v=MJy9eJB1MNEFONTE: SARDENHA REMIX
POR SSTM – BRASIL
Adaptação para o português :
Lucinha DETTORI

imagem de seadas

Seadas é um dos pratos típicos da nossa Sardenha, um dos mais amados e apreciados por sua bondade e por seu sabor único e inimitável.

Os Seadas são as rainhas da cozinha da Sardenha. Famoso em todo o mundo pela maneira em que a doçura do mel é magistralmente combinado com pecorino. Você quer aprender a prepará-las? Hoje vamos explicar como.

Diz-se que o nome “Seadas” vem da palavra “SEU”, uma gordura animal que era usada para fazer velas, cujo brilho lembra esses doces quando são polvilhados com mel e açúcar. Aqui está a receita em português e também um video que nos envia  um querido amigo, DANIELE UBERTI, um sardo de coração. 

Ingredientes (para 4 pessoas)

500 g de farinha,

3 ovos, 225 g de água,

sal,

raspas de limão,

mel a gosto,

400 g de Pecorino;

50 g de banha

SARDENHA, COMO PREPARAR OS SEADAS

Coloque a farinha em uma vasilha e  dentro os ovos com a água com o sal.

Amasse com as mãos por pelo menos 15 minutos.

Adicione banha um pouco de cada vez, e continue a amassar até a massa ficar lisa e compacta.

Deixe a massa a descansar por 30 minutos.

Em seguida, desenrole a massa a uma espessura de 1,5 milímetros.

Com um molde, recorde a com bordas de cerca de 10 centímetros de diâmetro para fazer uma série de bases.

Escove as básicos que você criou, com o ovo e preenchê-lo com pecorino.

Feito isso, feche as bases colocando uma outras base igual sobre.

Frite os vários Seadas em óleo abundante.

OBS. Para evitar que o recheio escape durante o cozimento, sele com atenção as extremidades, umedecimendo a massa com um pouco ‘de clara de ovo uma das duas bases.

Depois de fritas, deve colocar filetes de mel por cima e polvilhar com açúcar.

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE O QUEIJO PECORINO SARDO DOP.

maturo-dolceO queijo pecorino vem de uma longa tradição da história cultural antiga com a criação de ovelhas na ilha .

Pecorino Sardo DOP é feito a partir de leite de leite, coalho, sal, ácido láctico de ovelha da Sardenha e é vendido em duas versões: uma jovem (ou doce) e um maduro (experiente).

Pecorino Sardo DOP novo tem cerca de 1-2 meses, enquanto o madura tem mais do que 6 meses.

Pecorino Sardo DOP se distingue de todos os outros tipos de queijo produzido na Sardenha, porque segue as diretrizes contidas em uma especificação do produto.

Os regulamentos impõem certas obrigações, tais como usando apenas leite de ovelha da Sardenha, ou a exigência de utilização de um determinado tipo de rotulagem que deve incluir o símbolo do consórcio de protecção, que fica em Cagliari.

Pecorino Sardo DOP é o único queijo produzido na Sardenha que pode gabar-se essa designação. Todas as outras variantes (queijo produzido na Sardenha, queijo sardo, Queijo de ovelha Sardo) destinam-se a recordar o DOP, sem  ser submetidos a duras condições ditadas pela produção.

Pecorino Sardo DOP tem sido, por vários anos, o principal patrocinador do Cagliari Calcio.

———————————————————————————————–

TESTO ORIGINAL EM ITALAINO.
SARDEGNA, COME PREPARARE LE SEADAS

FONTE: SARDEGNA REMIX
POR SSTM – BRASIL
EDIÇÃO :LUCINHA DETTORI

Seadas é uno dei piatti tipici della tradizione della nostra Sardegna, uno dei più amati e apprezzati, per la sua bontà e per il suo sapore unico e inimitabile.

Le Seadas sono le regine della cucina sarda. Famose in tutto il mondo, per il modo in cui la dolcezza del miele viene magistralmente abbinata al pecorino. Volete imparare a prepararle? Oggi vi spieghiamo come fare.

Si dice che il nome “Seadas” deriva dalla parola “seu”, un grasso animale che veniva usato per fabbricare candele, la cui lucentezza ricorda appunto quella che questi dolci hanno quando sono cosparsi di miele e zucchero. Ecco la ricetta.

INGREDIENTI (per 4 persone)

500 g di farina, 3 uova, 225 g d’acqua, sale q.b., buccia di limone grattugiata, miele q.b., 400 g di Pecorino, 50 g di strutto

PREPARAZIONE DELLE SEADAS

Disporre la semola a fontana e inserire all’interno le uova insieme all’acqua con il sale. Impastare con le mani per almeno 15 minuti.

Aggiungete lo strutto un po’ per volta e continuate ad impastare, fino a rendere l’impasto liscio e ben compatto.

Fate riposare l’impasto per 30 minuti. Dopodiché, stendete la pasta ad uno spessore di 1.5 millimetri.

Con una formina a bordi ricci di circa 10 centimetri di diametro, tagliate la pasta per fare numerose basi.

Spennellate le basi che avete creato con l’uovo e riempitele con il pecorino sardo. Fatto questo, chiudete le basi mettendo sopra altre basi uguali.

Friggete le varie Seadas in abbondante olio. Per evitare che il ripieno fuoriesca durante la cottura, sigillate con attenzione le estremità della pasta inumidendo con un po’ di albume d’uovo una delle due basi.

Una volta fritte dovete cospargerle con miele e zucchero.

Il pecorino sardo è un formaggio di lunghissima tradizione storico culturale assieme all’allevamento della pecora che sull’isola ha tradizioni antichissime. Il Pecorino Sardo DOP è prodotto con latte di pecora sardo pastorizzato, caglio, sale, fermenti lattici e viene commercializzato in due versioni: una giovane (o fresco) ed una maturo (stagionato). Il pecorino Sardo DOP giovane ha circa 1-2 mesi, mentre quello maturo ha più di 6 mesi. Il Pecorino Sardo DOP si distingue da tutti gli altri tipi di formaggi prodotti in Sardegna, perché segue le direttive presenti all’interno di un disciplinare di produzione. Il disciplinare di produzione prevede alcuni obblighi, come quello di utilizzare solo latte di pecora sardo, oppure l’obbligo di utilizzare un determinato tipo di etichettatura che deve obbligatoriamente contenere il simbolo del consorzio di Tutela, che ha sede a Cagliari.

Il Pecorino Sardo DOP è l’unico formaggio prodotto in Sardegna a poter vantare questa denominazione. Tutte le altre varianti (pecorino prodotto in Sardegna, Formaggio Sardo, Formaggio di Pecora Sardo) hanno lo scopo di richiamare la denominazione DOP, senza però sottostare alle dure condizioni dettate dal disciplinare di produzione.

Il Pecorino Sardo DOP è stato, per parecchi anni, sponsor principale del Cagliari Calcio.

Anúncios

FINAL IMPERDÍVEL DO CONCURSO MASTERCHEF ITALIANO EM ORGOSOLO – SARDENGNA

9 jan

 

FERNANDO FORMALPost sugerido por FERNANDO MARROCU – Grande Mestre sardo da Pintura e ceramica na cidade de villacidro

Por SSTM – Brasil

Ed. Lucinha dettori

VISTA PANORÂMICA DE ORGOSOLO

800px-Orgosolo1

Para quem não assitiu, este é um belo vídeo do  admirável cotidiano e alimentar dos sardos  realizado nos campos de pastores de Orgosolo, na etapa final de Masterchef na italia.

Orgosolo como já mostrei anteriormente em alguns post é  uma comuna italiana da Região de Sardenha, província de Nuoro, com Cerca de 4.540 habitantes. 

Ela estende-se Por uma área de 223 km², tendo densidade populacional de 20 hab Uma / km². e faz divisa com  Dorgali, Fonni, Mamoiada, Nuoro, Oliena, Talana, e Urzulei Villagrande Strisaili. 

 

“O cannonau ‘o elixir da vida.” NÃO ACREDITE Quem disse. LEIA AQUI!

19 jul

 

Cannonau_di_Sardegna (2)
 
 O segredo da longevidade dos sardos? Muitos estão estudando isso há algum tempo, foram feitos e continuam a fazer uma série de pesquisas sobre a longevidade dos habitantes da  ilha, especialmente em algumas áreas regionais. No entanto, ninguém jamais foi movido a declarar que o segredo da vida longa é contido em um Cannonau: O  vinho da Sardenha. 
An Insight, An Idea with Mehmet Oz: Mehmet C. Oz
Quem fêz está declaração, foi o  famoso Dr. Mehmet Oz, cirurgião   americano que    se tornou uma estrela de TV graças à suas palestras médicas no  programa “The      Dr. Oz Show”, que é transmitido na Itália por LA7.
Como relatado pela WineNews, o Dr. Oz, disse que o vinho         Cannonau é um verdadeiro elixir da vida. O segredo seria na      videira, o qual contém procyanidinis, um poderoso antioxidante  que possui benefícios vasculares 5-10 vezes mais do que as outras  variedades.
O mesmo cirurgião americano famoso tem, no entanto, especificado que não se  deve exagerar ao beber o Cannonau de qualquer maneira. Dr. Oz também  mencionou outras áreas do mundo onde a média de idade é maior, ou seja,  Okinawa Japão, Nicoya Penisula em Costa Rica, Loma Linda, Califórnia, e Ikaria,  na Grécia.
AJUDAR A SARDEGNA REMIX para ir em frente – faça uma doação (mesmo com postepay)
visite nossa pagina : https://www.facebook.com/SardegnaRemix
Nosso site: sardegnaremix.wordpress.com
 —————————————————————————————–———————————————————————–
 Texto originale
febbraio 12, 2014
“IL CANNONAU E’ L’ELISIR DI LUNGA VITA”. NON CREDERETE MAI CHI LO HA DETTO. LEGGETE QUI!
 
Il segreto della longevità dei sardi? In tanti lo stanno studiando da tempo, sono state fatte e continuano a farsi tante ricerche sulla longevità degli abitanti della nostra Isola, in particolare in alcune zone regionali. Eppure nessuno mai si era spinto a dichiarare che il segreto della lunga vita dei sardi è contenuto in un vino: il Cannonau.
 Lo ha fatto il celebre dottor Mehmet Oz, il chirurgo americano che è diventato una star televisiva grazie al suo talk show medico “The Dr. Oz Show”, che viene trasmesso anche in Italia dal canale La7. Ebbene sì, come riferito da Winenews, per il dottor Oz il nostro vino Cannonau rappresenta un vero e proprio elisir di lunga vita. Il segreto sarebbe nel suo vitigno, che contiene procyanidinis, un potente antiossidante che possiede benefici vascolari da 5 a 10 volte in più delle altre varietà.
 Lo stesso celebre chirurgo americano ha tuttavia specificato che non bisogna comunque esagerare bevendo Cannonau. Non solo, oltre alla Sardegna, il dottor Oz ha menzionato anche altre zone nel mondo dove l’età media è più lunga, cioè Okinawa in Giappone, Nicoya Penisula in Costa Rica, Loma Linda in California e Ikaria in Grecia.
 
 
 

SERIE : GASTRONOMIA E COSTUMES TRADICIONAIS DA SARDENHA

8 jan

           UM POCO DA  MARAVILHOSA E DIVERSIFICADA GASTRONOMIA SARDA 

FONTE : RICETTA DI SARDEGNA
EDIÇÃO EM PORTOGHESE  – SSTM
POR LUCINHA DETTORI

 ESPAQUETE DA SARDENHA

                                                      http://receitasdoduds.blogspot.com.br/2012/06/espaguete-da-sardenha.html                                                       

UMA VIAGEM A CAGLIARI ENTRE REFEIÇÕES À BASE DE PORCEDDU,( CARNE DE PORCO) AO MERCADO DE SÃO BENTO, O CAVALLUCCIO CADDOZZI  AO POETTO PANADE  E CASU  MARZU ….

UN GIRO A CAGLIARI TRA PRANZI A BASE DI PORCEDDU, IL MERCATO DI SAN BENEDETTO, CADDOZZI DEL CAVALLUCCIO AL POETTO, PANADE E CASU MARZU…

GRAÇAS A NATIONAL GEOGRAPHIC POR  ESTE DELICIOSO VIDEO DIVERTIDO  SOBRE COMER EM CAGLIARI- CAPITA DA SARDEGNA. É FANTÁSTICO!!!

GRAZIE A NATIONAL GEOGRAPHIC PER QUESTO BELLISSIMO E DIVERTENTISSIMO VIDEO SUL “MANGIARE” A CAGLIARI :=)!!! … è fantastico!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

                                                Gli chef più pazzi del mondo – Sardegna

               O mais louco chef do mundo – Sardenha

 http://www.dailymotion.com/video/xuzcfr_gli-chef-piu-pazzi-del-mondo-sardegna_shortfilms?start=24

 

LICOR DE MIRTO: FAMOSO NA SARDEGNA : Na mitologia grega era consagrado a Deusa Afrodite.

10 jul

O licor de Murta é um licor obtido pela maceração de bagas de Mirto alcoólicas ou uma mistura de frutos e folhas. Várias fontes de rastrear as origens desta tradição popular de licor do século XIX. Fotos por Remo Pili 

Il liquore di mirto è un liquore ottenuto per macerazione alcolica delle bacche di mirto o di un misto di bacche e foglie. Diverse fonti fanno risalire le origini di questo liquore alla tradizione popolare dell’Ottocento. Foto di Remo Pili

 Usos e simbolismo do MIRTO

Na mitologia grega, a murta era consagrada a Afrodite. O mesmo aconteceria na mitologia romana, em que Vénus recebia o título de Murcia, que a relaciona a esta planta. De facto, desde a antiguidade que esta espécie está relacionada com rituais e cerimónias solenes – já os Gregos a utilizavam para adornar as noivas com grinaldas, como ainda por vezes acontece hoje em dia, existindo também referências no Antigo Testamento a este modo de adornar as noivas. A madeira de murta (Mirra) era ainda usada para incensar cerimónias religiosas na Grécia Antiga.

                                                                               Murta com as pseudobagas carregadas de sementes.

São cultivadas ainda por causa do seu óleo essencial, usado em perfumaria e mesmo como condimento. São utilizadas também como plantas ornamentais e na prática do xeriscaping(conservação da humidade, valorizando-se a sua capacidade de tolerância às altas temperaturas e verões secos. A sua madeira é bastante apreciada na criação de artefactos, usando tornos mecânicos. As raízes e a casca são utilizadas na extracção de tanino. Tem sido considerada como planta medicinal por diversas práticas de medicina tradicional.

Nas ilhas da Sardenha e Córsega produz-se um licor digestivo, chamado mirto, macerando bagas de murta em álcool; ao licor atribuem-se virtudes curativas de doenças da boca e sistema digestivo.

Das folhas e flores destiladas faz-se uma água usada como cosmético, chamada água-de-anjo.

Usam-se também ramos e folhas de murta (Mirra)(Hadass) no lulav, durante a festividade judaica do Sucot.

Edição: SSTM em português
Por Lucinha Dettori