Imagem

ORGOSOLO “OS MURAIS” – A LUTA – E 0S MANIFESTOS.

17 dez

CONVITE ESPECIAL DO BLOG SARDEGNA TERRA MIA – BRASIL – EM PARCERIA COM O PROJETO ‘ DISTANTES MAS UNIDOS. CASA SARDEGNA. com a colaboração do Círculo ACSIT de Florença.

Francesco Del Casino (Siena, 15 de maio de 1944) é um pintor italiano.

Iniciou sua carreira pictórica em 1962 com uma produção ligada ao estilo de Renato Guttuso, seguida de uma fase influenciada pela arte de Pablo Picasso. Em 1964 mudou-se para a Sardenha, para Orgosolo, onde iniciou o seu trabalho como muralista. Cerca de 90% dos murais em Orgosolo são obra sua.

Caros amigos,

Domingo, 27 de dezembro
às 14h00 Itália e França.
Xangai 21h – Tóquio 22h
América do Sul 10:00 – América do Norte 08:00
Brisbane às 23h

O evento será transmitido ao vivo no facebook e no site “Distantes mas Unidos. Casa da Sardenha

Uma saudação de Feliz Natal para vocês e suas famílias
Elio Turis.

———————————————————————————————- ————————————————————————–

TRADUÇÃO DO TEXTO DO CARTAZ

Domingo dia 27 de dezembro, estaremos conectados diretamente com OS CIRCOLOS SARDOS NO MUNDO sobe a plataforma Zoon e no Facebook com o Mestre Francisco Del Casino que nos contará a sua experiência em Orgosolo ( Orgosolo é uma comuna italiana da região da Sardenha, província de Nuoro, com cerca de 4.540 habitantes.) a partir dos anos 60. Um período de grande movimentação, que entre outras coisas, gerou aquele movimento muralista que agora caracteriza o ambiente urbano de Orgosolo.

Imagem

FIM DOS TEMPOS: ADEUS ‘DNA’ ADQUIRA SUA CIDADANIA E PASSAPORTE EUROPEU POR UM PUNNHADO DE EUROS….

26 nov

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Orientação sobre documentos e custos Conheça os países que oferecem cidadania e passaporte em troca de investimentos
O especialista Christian Kalin, da Henley & Partners, que aconselha clientes onde investir e auxilia na obtenção de cidadanias, estima que, a cada ano, milhares de pessoas gastem o equivalente a R$ 4,5 bilhões para obter um segundo, ou mesmo terceiro, passaporte.

A opção faz sucesso entre chineses e russos, e também no Oriente Médio. Países que querem atrair investimentos estão de olho nisso.

No ano passado, programas de acesso à cidadania em troca de aportes – ou que facilitem o caminho para investidores ricos obterem cidadania – foram implementados na Antígua e Barbuda, Granada, Malta, Países Baixos e Espanha.

Mas começam a surgir preocupações sobre a transparência desse tipo de programa. Em janeiro, Viviane Reding, vice-presidente da Comissão Europeia, disse em discurso que “a cidadania não deve estar à venda”.

Dominica

Dominica (Getty)

Estima-se que 5% dos habitantes de Dominica sejam cidadãos-investidores

A ilha caribenha de Dominica é, de longe, o país mais barato para se obter cidadania.

Para comprar seu passaporte, basta investir US$ 100 mil (cerca de R$ 230 mil), pagar várias taxas e fazer uma entrevista pessoalmente na ilha.

Especialistas advertem que, como as entrevistas só acontecem uma vez por mês, a obtenção do passaporte dominicano pode levar de cinco a 14 meses.

Como a Dominica faz parte da Comunidade Britânica, formada quase majoritariamente por países que faziam parte do antigo Império Britânico, seus cidadãos têm privilégios especiais no Reino Unido e podem viajar para 50 países, incluindo a Suíça, sem visto.

São Cristóvão e Nevis

Vistos de Ouro

Portugal (Getty)

Alguns países não oferecem compra de cidadania, mas autorizações de residência a pessoas ricas. Estes títulos podem, eventualmente, levar à obtenção de cidadania e às vezes são chamados de “vistos de ouro”, como em Portugal. Outros países que adotam tal prática são:

  • Austrália
  • Bélgica
  • Portugal
  • Reino Unido
  • Estados Unidos
  • Cingapura
  • Espanha

São Cristóvão e Nevis, também nos mares caribenhos, têm o programa mais antigo de cidadania por investimento no mundo, iniciado em 1984.

Existem duas maneiras de obter a cidadania: a mais barata é a doação de US$ 250 mil (cerca de R$ 570 mil) não-reembolsáveis para entidade filantrópica a Fundação pela Diversificação da Indústria do Açúcar de São Cristóvão e Nevis. A outra é investir no mínimo US$ 400 mil (cerca de R$ 915 mil) no setor imobiliário do país.

A iniciativa foi recentemente advertida pelo Tesouro dos Estados Unidos, segundo o qual cidadãos iranianos poderiam obter o passaporte e, em seguida, usá-lo para viajar ou investir nos EUA, violando sanções americanas. (São Cristóvão fechou seu programa para iranianos em dezembro de 2011.)

Kalin, da Henley & Partners, diz que países do Caribe são bons para quem busca de passaportes provisórios e quer se estabelecer, posteriormente, graças aos investimentos, em outros programas de “cidadania financeira” como os de Portugal e Cingapura.

Antígua e Barbuda

Antígua e Barbuda (Getty)

Antígua e Barbuda adotou parâmetros similares à São Cristóvão e Nevi em seu programa

Antígua e Barbuda iniciou seu programa de concessão de cidadania em troca de investimentos no final dos anos 2013, adotando parâmetros similares a São Cristóvão e Nevi: um investimento imobiliário de US$ 400 mil (cerca de R$ 915 mil) ou uma doação de US$ 200 mil (cerca de R$ 460 mil) para uma instituição de caridade.

Em discurso no anúncio do programa, o primeiro-ministro Baldwin Spencer citou uma razão comum aos países que introduziram tal prática: a desaceleração econômica e “o virtual desaparecimento de fontes de financiamento tradicionais”.

Spencer citou tanto São Cristovão e Neri quanto os Estados Unidos, que permitem que o estrangeiro obtenham um green card (o visto de residência permanente americano do tipo EB-5) se investirem US$ 500 mil (cerca de R$ 1,1 milhão) em áreas específicas e criem dez postos de trabalho. (Desde 1990, estrangeiros já investiram mais de US$ 6,8 bilhões no país, que liberou mais de 29 mil vistos através do programa EB-5, embora haja um limite anual de 10 mil).

Malta

Malta (Getty)

Malta mudou seu programa após protestos da União Europeia

“Os programas de cidadania em troca de investimento estão em ascensão, especialmente na Europa”, diz a professora da Universidade de Direito de Toronto Ayelet Shachar.

Programas que não funcionaram

Belize (AP)

“Eu já vi mais programas falharem do que ter sucesso”, comenta Kalin. “Os passaportes de Belize viraram sinônimo de passaportes ilegais”. O programa de Belize foi suspenso em 2002. Conheça outras iniciativas que fracassaram:

  • Irlanda, fechado em 2001
  • Granada, fechado em 2001, mas reabriu em 2014
  • Montenegro, suspenso em 2010

Malta, um dos menores países europeus, foi alvo de críticas recentemente ao permitir que estrangeiros ricos obtivessem passaporte após investimento de 650 mil euros (cerca de R$ 2 milhões), sem exigir residência no país.

O primeiro-ministro Joseph Muscat estimava que cerca de 45 pessoas se inscreveriam no primeiro ano do programa, resultando numa receita de 30 milhões de euros (cerca de R$ 95 milhões).

Após pressão de autoridades da União Europeia, a legislação foi alterada para exigir que os potenciais cidadãos residam em Malta por um ano, e o investimento mínimo foi elevado para 1,15 milhão de euros (cerca de R$ 3,5 milhões).

O alvoroço expôs as crescentes tensões sobre definição de cidadania na União Europeia, diz Sachar. “Está em jogo a decisão mais importante e sensível que qualquer comunidade política enfrenta: como definir quem pertence ou deveria pertencer ao seu círculo de membros”.

Chipre

Chipre (Getty)

Chipe reduziu o custo do seu programa de cidadania depois de passar por uma crise econômica

Chipre é outro país da UE que oferece cidadania em troca de investimentos.

O custo do programa foi reduzido para 2 milhões de euros (cerca de R$ 6,2 milhões) em março, de certo modo para ajudar investidores russos que perderam dinheiro quando o país foi forçado a aceitar um pacote de resgate da União Europeia, para evitar o colapso do seu setor bancário e da economia.

UE SUAMas o custo de 2 milhões de euros se aplica apenas quando a pessoa integra um grupo maior de investidores cujo total seja maior que 12,5 milhões de euros. Um investimento de 5 milhões de euros no mercado imobiliário ou em bancos ainda é necessário para investimentos individuais.

Kalin faz críticas ao programa cipriota, apontando que o plano custava inicialmente 28 milhões de euros, passou para 10 milhões e agora custa 5 milhões.

“É um bom exemplo de como não fazê-lo. Você lança um produto no mercado e ele fica mais barato a cada seis meses. É ridículo”, diz.

Imagem

E agora estou aqui morto, ressuscitado e nascido por mil e mil anos em um teatro sensa fine…

3 abr

E agora estou aqui morto, ressuscitado e nascido
por mil e mil anos em um teatro, sensa fine…

“Cristo ressuscita mais uma vez….
E agora estou aqui morto, ressuscitado e nascido
por mil e mil anos em um teatro,
e eu não sei se sou eu o derrotado
ou se são vocês que,
embalsamados no roteiro,
fingem não entender, e
dissimulam o poder com aparências
completamente desprovidas de emoção.

 Estas são as profundas e verdadeiras palavras de uma grande escritora e poeta, dentro e fora da Sardenha, “MARIA CARMELA DETTORI ,já bastante conhecida em nosso Blog. Reflitamos juntos este poema que fala de um episódio tão antigo e qual nos suscita uma grande introspecção e “mea culpa” diante de todas as mazelas que flagelou e ainda flagela o nosso mundo contemporâneo.

Réplica n ° 2018

E Cristo ressuscita mais uma vez
todos os anos a mesma escrita,
nascer e morrer jovem
parece mesmo um desastre
ressurgir e se encontrar sempre
na mesma cena
Um script que é sempre igual
que nunca move um ponto
nem uma vírgula, uma palavra
onde a expressão de quem escuta
é uma máscara nunca retirada
e tudo parece firme, inalterado
para os dias distantes de Pilatos,
como se que tivesse pregado
somente pra mudar um deus
deixando o homem intacto, e
ele está tão distante do bem da criação.

Até as lágrimas estão cansadas
de sofrer essas falsas penas,
tanto subir segunda-feira o que importa?

Eu te ensinei amor, justiça
liberdade e respeito
por tudo quanto ao redor é vida,
ensinei você a rir mesmo
com um brilho vivo de emoção
nos duros anos ,
observando os rios, voos de pássaros,
os botões em um galho nu
e o riso de uma criança
mas você não percebeu
tão tomados no luto de si mesmos,

Eu te ensinei a essência
do pensamento livre de cada um,
onde o ódio nunca encontra espaço
mas a torre de Babel, um dia derrubada,
em paredes novas e mais poderosas
com olhar arrogante, foi reconstruída.

E agora estou aqui morto, ressuscitado e nascido
por mil e mil anos em um teatro,
e eu não sei se sou eu o derrotado
ou se são vocês que,
embalsamados no roteiro,
fingem não entender, e
dissimulam o poder com aparências
completamente desprovidas de emoção.

Ódio e dor, foram as resposta obtidas,
por  amor a estrada ainda é longa,
ainda há muito para se trabalhar,
e como disse um certo homem
que explicou a sua falta de conhecimento
(tudo está errado, tudo tem que ser  refeito)

Maria Carmela – Maricá

————————————————————————–

POEMA ORIGINALE.

E ora sono qui morto, risorto e nato
per mille e mille anni in un teatro, sensa bene …

“Cristo è risorto di nuovo ….
E ora sono qui morto, risorto e nato
per mille e mille anni in un teatro,
e non so se sono quello che è sconfitto
o se sei tu chi,
imbalsamato nella sceneggiatura,
far finta di non capire, e
potere dissimulante con le apparenze
completamente privo di emozioni.

  Sono le parole profonde e vere di un grande scrittore e poeta, dentro e fuori la Sardegna, “MARIA CARMELA DETTORI, già nota nel nostro blog. Riflettiamo insieme a questo poema che parla di un episodio così antico e che dà origine a una grande introspezione e “mea culpa” di fronte a tutti i mali che hanno tormentato e ancora affliggono il nostro mondo contemporaneo.

E Cristo risorge ancora,
ogni anno la solita scrittura,
nascere e morir giovane
sembra proprio una iattura,
risorgere e trovarsi sempre
nella stessa sceneggiatura,
un copione sempre uguale,
che non muove mai un punto
né una virgola, una parola,
dove l’espressione di chi ascolta
è una maschera mai tolta,
e sembra tutto fermo, immutato,
ai lontani giorni di Pilato,
come se avessi predicato solo
per cambiare un Dio,
lasciando l’uomo intatto,
lui così distante dal bene del creato.
Anche le lacrime son stanche
di patire queste false pene,
tanto risorgo lunedì che ve ne viene?
Io vi ho insegnato amore, giustizia,
libertà e rispetto
per tutto quanto intorno è vita,
vi ho insegnato a ridere persino
in un barlume vivo di commozione
negli anni duri della persecuzione,
guardando i fiumi, i voli degli uccelli,
le gemme su di un ramo nudo
e il riso di un bambino,
ma non c’avete fatto caso,
così presi nel compianto di voi stessi,
vi ho insegnato l’essenza
del libero pensiero di ciascuno,
dove l’odio giammai trovasse spazio,
ma la torre di Babele, un dì abbattuta,
su nuove e più potenti mura
con arrogante piglio fu ricostruita.
E ora mi trovo qui, morto, risorto e nato,
da mille e mille anni in un teatro,
e non so bene se sono io sconfitto
o siete voi che,
imbalsamati nel copione,
facendo finta di non aver capito,
dissimulate il potere con parvenze
del tutto prive di emozione.
E Cristo risorge ancora,
ogni anno la solita scrittura,
nascere e morir giovane
sembra proprio una iattura,
risorgere e trovarsi sempre
nella stessa sceneggiatura,
un copione sempre uguale,
che non muove mai un punto
né una virgola, una parola,
dove l’espressione di chi ascolta
è una maschera mai tolta,
e sembra tutto fermo, immutato,
ai lontani giorni di Pilato,
come se avessi predicato solo
per cambiare un Dio,
lasciando l’uomo intatto,
lui così distante dal bene del creato.
Anche le lacrime son stanche
di patire queste false pene,
tanto risorgo lunedì che ve ne viene?
Io vi ho insegnato amore, giustizia,
libertà e rispetto
per tutto quanto intorno è vita,
vi ho insegnato a ridere persino
in un barlume vivo di commozione
negli anni duri della persecuzione,
guardando i fiumi, i voli degli uccelli,
le gemme su di un ramo nudo
e il riso di un bambino,
ma non c’avete fatto caso,
così presi nel compianto di voi stessi,
vi ho insegnato l’essenza
del libero pensiero di ciascuno,
dove l’odio giammai trovasse spazio,
ma la torre di Babele, un dì abbattuta,
su nuove e più potenti mura
con arrogante piglio fu ricostruita.
E ora mi trovo qui, morto, risorto e nato,
da mille e mille anni in un teatro,
e non so bene se sono io sconfitto
o siete voi che,
imbalsamati nel copione,
facendo finta di non aver capito,
dissimulate il potere con parvenze
del tutto prive di emozione.
Odio e dolore son le risposte avute,
per l’amore è irta ancora la salita,
anni e fatica su cui lavorare,
e come disse un tale
che azzeccò l’assunto a sua insaputa:
‘l’è tutto sbagliato, l’è tutto da rifare’

Imagem

TURISMO NA SARDENHA NÃO É MAIS UTOPIA : AGROTURISMO MAIS ACESSÍVEL PARA BRASILEIROS….

20 dez

foto01