ANTONELLA CANNAS HABENS – A fotógrafa sarda da nova geração da FINE ART.

27 out

Edição: Blog Sardegnaterramia. – Brasil – Por Lucinha Dettori

Caros leitores,

Hoje vamos conhecer através do Blog, uma cara amiga, Antela Cannas Habens, que conheci em uma das minhas idas e vinda à ilha da Sardenha. Nosso encontro se deu em um evento na cidade de Sassari, junto aos amigos Irene Loddo, também artista fotógrafa, e o famoso pintor, decano, Ielmo Caras, em 2018. Todos residentes em Carbonia.

Dali pra frente ficamos grandes amigos e me sinto muito feliz em acompanhar o trabalho extraordinário de todos, onde destaco o trabalho fotográfico de Antonella Habens, com notáveis características do estilo Fine Art, ou a obra que já nasce como arte pura, para ser vista, observada e compreendida. Nada mais.

Ela trabalha com fotografia há vários anos, tendo em seu longo currículo, trabalhos elaborados em vários países do mundo, iniciado como fotógrafa de modas em Paris, New-York e na grande Milão.

Nascida em Iglezias, hoje reside em Carbonia, e se dedica a um trabalho eclético dentro da arte da fotografia, os quais terei o imenso prazer de apresentar para vocês em uma pequena galeria neste Blog. Mas antes quero, destacar um comento de um crítico de artes, o qual define brilhantemente o excepcional trabalho artístico fotográfico de Antonella Cannas Habens.

“Não importa o que você está olhando, mas o que você pode ver”. Acredito que esse aforismo de Henry David Thoreau possa ser sobreposto aos trabalhos fotográficos de Antonella Cannas, que com sua câmera capta vislumbres de vida dos quais outros provavelmente escapam porque mesmo que vejam com os olhos não podem ir mais longe. Ultrapassar o limiar do perceptível para apreender momentos do quotidiano que, observados com atenção, podem dar várias interpretações e os intérpretes, ao realizarem as mesmas ações, dão espaço a diferentes momentos. Mas Antonella consegue imortalizar o instante exato, o segundo preciso que dá à imagem o sentido que a artista queria transmitir. A alma poética de Cannas sela no plano o que a vida nos dá é da vida e novas interpretações para imagens familiares. “Só se vê claramente com o coração. O essencial é invisível a olho nu”, lembra a raposa ao Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry, e na essencialidade da obra de Antonella Cannas encontramos o que é visível ao coração, o que se esconde da maioria das pessoas. “

Claudio Moica

ANTONELLA CANNAS HABENS – La fotografa Sarda della nuova generazione di FINE ART.

Oggi incontreremo attraverso il Blog, una cara amica, Antonella Cannas Habens, che ho conosciuto durante uno dei miei viaggi e in arrivo in Sardegna. Il nostro incontro è avvenuto in occasione di un evento nella città di Sassari, insieme alle amiche Irene Loddo, anche lei fotografa artista, e al famoso pittore, decano, Ielmo Caras, nel 2018. Tutti residenti a Carbonia.

Da allora siamo diventati grandi amici e mi sento molto felice di accompagnare il lavoro straordinario di tutti, dove metto in risalto il lavoro fotografico di Antonella Habens, con caratteristiche notevoli dello stile Fine Art, o l’opera che nasce come arte pura, da vedere, osservato e compreso. Proprio così.

Si occupa di fotografia da diversi anni, avendo nel suo lungo curriculum, lavori sviluppati in diversi paesi del mondo, iniziati come fotografa di moda a Parigi, New-York e nella grande Milano

Nata a Iglesias, oggi vive a Carbonia, e si dedica a un lavoro eclettico all’interno dell’arte della fotografia, che avrò l’immenso piacere di presentarvi in ​​una piccola galleria su questo Blog. Ma prima voglio evidenziare un commento di un critico di arts, che definisce brillantemente l’eccezionale opera fotografica di Antonella Cannas Habens.

“Non importa quello che stai guardando ma quello che riesci a vedere”. Quest’aforisma di Henry David Thoreau ritengo sia sovrapponibile alle opere fotografiche di Antonella Cannas che con la sua macchina fotografica coglie scorci di vita che ad altri sfuggono probabilmente perchè pur vedendo con gli occhi non riescono ad andare oltre. Oltrepassare la soglia del percettibile per cogliere momenti di vita quotidiani che osservati attentamente possono dare varie interpretazioni e gli interpreti pur svolgendo le stesse azioni danno spazio a attimi differenti. Ma Antonella riesce ad immortalare proprio l’istante esatto, il secondo preciso che fornisce al’immagine quel significato che l’artista voleva trasmettere. L’animo poetico della Cannas sigilla nello scatto quello che la vita ci regala è da vita e interpretazioni nuove a immagini consuete. “Non si vede bene che col cuore. L’essenziale è invisibile agli occhi” ricordava la volpe al Piccolo Principe di Antoine de Saint-Exupéry, e nel’essenzialità delle opere di Antonella Cannas si trova quello che è visibile al cuore, quello che è nascosto ai più.

Claudio Moica

Galeria de obras de Antonella Cannas Habens.

Video de fotos da Mostra do grande Pintor Sardo, LORENZO CUCCURU.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: